Get Adobe Flash player

Estudo Bíblico para Jovens e Obreiros 13/04/2013 (Sugestões de Mensagens)

ATIVIDADE PARA JOVENS E OBREIROS – 13/abr/13

            – ASSUNTO: A CONFISSÃO DE PEDRO

            – TEXTO FUNDAMENTAL: MATEUS 16:15-18

 

ATIVIDADE:

IDENTIFICAR O SENTIDO PROFÉTICO DA METÁFORA UTILIZADA PELO SENHOR JESUS, EM MATEUS 16:15-18, QUANDO SE REFERE À PALAVRA “PEDRA”.

 

(Os textos usados neste estudo foram extraídos da Tradução de João Ferreira de Almeida, Edição Revista e Corrigida, versão 1995)

 

SIGNIFICADO DE:

METÁFORA: é uma figura de linguagem, quando um sentido figurativo é dado a uma palavra.

PEDRO = PETROS (pedra): (palavra proveniente do grego que significa: FRAGMENTO DE ROCHA)

PEDRA = PETRA (palavra proveniente do grego que significa: ROCHA)

 

INTRODUÇÃO

OPINIÃO X REVELAÇÃO

Opinião é humana, mas Revelação é aquilo que o Espírito Santo informa.

O Senhor Jesus queria saber inicialmente qual o pensamento das pessoas de fora sobre Ele. Uns diziam que Ele era João Batista, outros que Ele era Elias, e outros Jeremias ou um dos profetas. As pessoas que fazem essas comparações com o Senhor Jesus a sua opinião sobre Jesus é baseada na sua capacidade natural de observação, no seu intelecto e na sua razão, isto é, conhecem Jesus na letra. Têm Jesus só para esta vida aqui, pois os profetas foram homens que nasceram nesta vida aqui e terminaram aqui sua vida terrena. É um conhecimento de Jesus apenas humano e, portanto, limitado.

A grande preocupação do Senhor era saber a opinião dos seus discipulos: “E vós, quem dizeis que eu sou?” Pedro respondeu: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo”. Pedro via Jesus como O FILHO DO DEUS VIVO, pois quem vê a Jesus pela revelação não o vê como morto, mas como aquele que é filho do Deus que dá vida e portanto Ele tem a vida. Pedro falava de Jesus para a vida eterna.

A confissão de Pedro foi uma revelação do Pai celestial.

 

I – ATIVIDADE:

IDENTIFICAR O SENTIDO PROFÉTICO DA METÁFORA UTILIZADA PELO SENHOR JESUS, EM MATEUS 16:15-18, QUANDO SE REFERE À PALAVRA “PEDRA”.

 

CARNE E SANGUE: opinião religiosa, histórica, uma herança humana, tradicional. “Não foi a carne” (a razão), “nem o sangue” (a tradição), “mas meu Pai que está nos céus” (a revelação do Espírito Santo). A carne e o sangue não herdarão o reino de Deus, porque são coisas da razão. Mas Pedro não, ele teve foi uma revelação.

A resposta de Pedro não foi baseada na sua razão, e sim na revelação. Pedro expressou aquilo que o Espírito Santo lhe revelou.

 

A BEMAVENTURANÇA: ”Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque to não revelou a carne e o sangue (razão), que te revelou isto, mas meu Pai, que está nos céus”. A bem-aventurança de Pedro foi porque ele teve uma revelação de Jesus como Deus vivo.

O que Pedro teve foi uma revelação do Espírito Santo. É o mesmo que o Espírito Santo revelou para que a igreja tivesse seu curso neste mundo, iniciando sua missão com um conhecimento de Jesus que não era uma simples opinião, mas uma revelação do Espírito Santo. Essa seria a bem aventurança da igreja fiel de Jesus, conhece-lo através da revelação vinda do Pai Celestial, através do Espírito Santo.

 

O CONHECIMENTO DE JESUS: RAZÃO X REVELAÇÃO.

Opinião é coisa teórica, subjetiva, racional, pois assim foi a comparação de Jesus com Elias, Jeremias, ou algum dos profetas. Opinião sobre o Senhor Jesus todo bom cristão tem, mas revelação sobre o Senhor Jesus somente aquele que tem o conhecimento dEle através da revelação do Espírito Santo.

Aquele que não tem o conhecimento de Jesus vindo do Pai Celestial vive de história, mas a igreja fiel de Jesus vive de revelação.

Dizer que Jesus está vivo não é uma leitura de um manual religioso, um dogma, um credo ou uma mera confissão de fé, mas dizer que Jesus está vivo é a evidência disso na vida do servo.

Evidências: salvação, Batismo com o Espírito Santo, dons espirituais. “Fui batizado com o Espirito Santo, então Jesus está vivo na minha vida”.

 

O que o Senhor Jesus tem para aquele que O conhece através da revelação do Espirito Santo?

1.         A bem aventurança em receber a usar a revelaçao. (verso 17).

2.         Promessa de edificação espiritual sobre a revelação (verso 18)

 

PEDRA – uma metáfora usada para se referir a Pedro.

A IGREJA ESTÁ EDIFICADA SOBRE PEDRO? “…Tu és Pedro, e sobre esta Pedra edificarei a minha Igreja…” Mt 16:18

No original (grego) quando o Senhor Jesus fala: “Tu és Pedro” Ele usa a palavra PETROS que significa pedaço ou fragmento de rocha. E na continuação quando Jesus diz: “e sobre esta Pedra”. “Tu és Pedro”, ou seja, um fragmento, um pedaço, um componente da rocha. Aquele que entrega a revelação é parte integrante e não isolada da Rocha.

Agora Ele usa a palavra PETRA que significa Rocha (o todo, pedra maciça).

A qual rocha (Petra) o Senhor Jesus estava se referindo? Ele se refere à declaração de Pedro feita um pouco antes: “… Tu és o Cristo, o filho do Deus Vivo” (Mt 16:16)

(USAR AQUI O QUADRO (SU EI PETROS…)

A Igreja fiel nunca foi edificada sobre Pedro, mas sobre a Rocha Eterna, o Senhor Jesus, o Filho do Deus Vivo, ou seja, sobre a Revelação de Jesus vivo. A Obra de Deus é feita na revelação do Espírito Santo. A confissão de Pedro foi Jesus, a Rocha sobre a qual a igreja fiel é edificada. Não se trata de uma confissão de fé num credo apostólico, mas uma fé viva num Jesus vivo.

“Porque ninguém pode pôr outro fundamento, além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo”. – 1 Coríntios 3:11

 

O QUE JESUS QUIS ENSINAR QUANDO DISSE A PEDRO “TU ÉS PEDRO (PETROS)”:

A rocha é o Senhor Jesus, mas para que a Igreja pudesse ser iniciada o Senhor iria contar com homens na condição de componentes da rocha. A palavra de Pedro ali na entrega daquela revelação, representava aquilo que os demais apóstolos iriam testemunhar sobre o Senhor Jesus. A verdadeira “pedra” que os apóstolos iriam basear a doutrina para a igreja seria exatamente o Senhor Jesus, o Cristo, o Filho do Deus vivo. O verdadeiro componente da Rocha é aquele que reconhece que seu lugar não é de fundamento ou fundador, mas que esse lugar é do Senhor Jesus.

O próprio Pedro em Atos 4:11-12, vai afirmar mais tarde para a igreja que ele é simplesmente o PETROS e que a PETRA é Jesus.

Ats 4:11  Ele é a pedra que foi rejeitada por vós, os edificadores, a qual foi posta por cabeça de esquina.

Ats 4:12  E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.

 

AREIA – Fragmento de Rocha

Se alguém edifica sua vida espiritual sobre Pedro (Petros) está edificando sobre areia (fragmento de Rocha, de Pedra). Vem o vento, a chuva e enxurrada e provocam a queda da edificação.

 

II – TAREFA PARA JOVENS E OBREIROS DURANTE A REUNIÃO

Textos no VELHO TESTAMENTO que falavam profeticamente sobre Jesus como a Rocha:

SALMOS: 18:2

– “O SENHOR é o meu rochedo, (…)”.

DEUTERONOMIO 32:4

– “Ele é a Rocha cuja obra é perfeita, (…)”.

ISAIAS 28:16 – “Portanto, assim diz o Senhor JEOVÁ: Eis que eu assentei em Sião uma pedra, uma pedra já provada, pedra preciosa de esquina, que está bem firme e fundada; (…)”.

NÚMEROS 20:11 – SALMO 19:14 – 28:1 – 89:26 – 95:1 – 114:1

 

Textos no NOVO TESTAMENTO que falavam profeticamente sobre Jesus como a Rocha:

I PEDRO:2:6

– “Pelo que também na Escritura se contém: Eis que ponho em Sião a pedra principal da esquina, eleita e preciosa; e quem nela crer não será confundido”.

EFÉSIOS 2:20-22

– “edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina; (…).

I CORINTIOS 10:4

– “(…) porque bebiam da pedra espiritual que os seguia; e a pedra era Cristo”.

MATEUS 21:42 – ATOS 4:11 – ROM. 9:33 – EFESIOS 11:22, 5:3 – I PEDRO 2:4

 

III – SUGESTÃO DE MENSAGEM:

 

1ª. MENSAGEM

Isaías 32:2 – “E será aquele varão (…) como a sombra de uma grande rocha em terra sedenta”.

Profecia de Isaías sobre o Senhor Jesus, como aquele que nos sustenta na caminhada.

 

A SOMBRA DE UMA GRANDE ROCHA: oferece ao viajante do deserto mais sustento para caminhadas mais longas, e mais resistência à sede.

AQUELE VARÃO (O SENHOR JESUS): oferece ao servo na sua caminhada neste mundo o sustento para a longa caminhada rumo à eternidade e dessedenta sua sede da alma durante toda a caminhada.

 

2ª. MENSAGEM

1 Pedro:2:4-5

“E, chegando-vos para ele, a pedra viva, reprovada, na verdade, pelos homens, mas para com Deus eleita e preciosa, vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecerdes sacrifícios espirituais, agradáveis a Deus, por Jesus Cristo”.

 

PEDRA VIVA:

O Senhor Jesus vivo, a Rocha.

Reprovado (rejeitado) pelos homens, mas eleito (escolhido) por Deus. O Cristo.

 

PEDRAS VIVAS:

A igreja fiel, os componentes (as partes) da Rocha. Somos parte do grande edifício espiritual que é a igreja.

Rejeitada pelo mundo, mas eleita por Deus e preciosa aos olhos dEle.

 

CASA ESPIRITUAL: lugar onde o Espirito Santo habita que é o coração do servo guiado pelo Espirito Santo.

 

SACRIFICIOS ESPIRITUAIS: culto espiritual agradável a Deus, porque é feito em nome Jesus e na direção do Espirito Santo.

 

3ª. MENSAGEM

Genesis 28:11 – JACÓ DESCANSA SOBRE A PEDRA.

“E chegou a um lugar onde passou a noite, porque já o sol era posto; e tomou uma das pedras daquele lugar, e a pôs por sua cabeceira, e deitou-se naquele lugar.”.

 

A ÚNICA PEDRA – O Senhor Jesus

NOITE – momento de trevas

PASSOU A NOITE: Nos momentos de difíceis o servo tem a presença do Senhor para descansar sabendo que a benção da salvação está no Senhor.

TOMOU UMA DAS PEDRAS: no meio de tantas pedras Jacó fez a escolha por uma somente. Jesus vivo é a Rocha que nos oferece descanso à Sua sombra.

 


Clique e ouça a Rádio Maanaim

Calendário

abril 2014
S T Q Q S S D
« mar    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930